31/10/2015


Bicampeão brasileiro pelo Cruzeiro, Ricardo Goulart foi vice-
artilheiro na Superliga Chinesa; e Diego Tardelli fez seis gols

Vinícius Dias

Com direito a conquista do Guangzhou Evergrande, time comandado por Luiz Felipe Scolari, que conta com os brasileiros Paulinho, Elkeson, Ricardo Goulart, Alan de Carvalho e Robinho, terminou neste sábado a edição de 2015 da Superliga Chinesa.

Moreno, Tardelli e Goulart: em alta na China
(Montagem: Editoria de Arte/Blog Toque Di Letra)

Destaque para a presença de cinco nomes conhecidos do torcedor mineiro entre os principais goleadores da competição: os ex-cruzeirenses Ricardo Goulart, Anselmo Ramon e Marcelo Moreno, além dos ex-atleticanos Paulo Henrique e Diego Tardelli.

Ranking de artilheiros na China:

1º) Aloísio - Shandong Luneng - 21 gols
2º) Ricardo Goulart - Guangzhou Evergrande - 19 gols
3º) Dejan Damjanovic - Beijing Guoan - 16 gols
      Hernán Barcos - Tianjin Teda - 15 gols
      Emmanuel Gigliotti - Chongqing Lifan - 15 gols
9º) Anselmo Ramon - Hangzhou Greentown - 12 gols
15º) Marcelo Moreno - Changchun Yatai - 9 gols
21º) Paulo Henrique - Liaoning Whowin - 7 gols
31º) Diego Tardelli - Shandong Luneng - 6 gols

30/10/2015


Apenas três titulares estão assegurados para o próximo ano;
vários jogadores terão vínculos encerrados logo após Série B

Vinícius Dias

Atual vice-líder do Campeonato Brasileiro da Série B, o América conta as horas para comemorar o retorno à elite nacional. Ao mesmo tempo, nos bastidores, a diretoria já começa a vislumbrar a próxima temporada. Além da avaliação de nomes de potenciais reforços, os trabalhos passam pela definição da situação dos atletas que retornam de empréstimo ou cujos contratos se encerram ainda neste ano.

Nos bastidores, América já pensa em 2016
(Créditos: Carlos Cruz/América FC/Montagem)

O Blog Toque Di Letra, em conjunto com o portal Rede do Futebol, fez um levantamento da situação contratual dos atletas do elenco americano. 23 atletas terão contratos finalizados logo após a Série B. Dos titulares, apenas o goleiro João Ricardo, o lateral-esquerdo Bryan e o centroavante Richarlison estão assegurados para o próximo ano. Por outro lado, cinco atletas voltam ao Lanna Drumond no início de 2016.

Goleiros:
João Ricardo - dezembro de 2018
Fernando Leal - novembro de 2015
Glaycon - dezembro de 2016
Glauco - dezembro de 2015

Laterais-direitos:
Robertinho - novembro de 2015
Walber - novembro de 2015

Zagueiros:
Alison - novembro de 2015
Anderson Conceição - novembro de 2015
Wesley Matos - novembro de 2015
André Santos - novembro de 2015
Messias - dezembro de 2018

Laterais-esquerdos:
Bryan - agosto de 2016
Raul - novembro de 2015

Volantes:
Leandro Guerreiro - novembro de 2015
Rodrigo Souza - novembro de 2015
Diego Lorenzi - novembro de 2015
Douglas Dopô - dezembro de 2015
Renato Bruno - dezembro de 2016
Diego Henrique - dezembro de 2017
Andrade - dezembro de 2015

Meias:
Tony - novembro de 2015
Guilherme Xavier - dezembro de 2017
Henrique Santos - novembro de 2015
Renatinho - dezembro de 2016
Paulinho - dezembro de 2016
Henrique Costa - novembro de 2015

Atacantes:
Cristiano - novembro de 2015
Felipe Amorim - dezembro de 2015
Bruno Sávio - dezembro de 2017
Rubens - dezembro de 2018
Pablo - dezembro de 2015
Assis - novembro de 2015

Voltam de empréstimo:
Marcelinho - dezembro de 2017
Carlos Renato - dezembro de 2016
Williams Júnior - dezembro de 2016
Danilo Carvalho - dezembro de 2017
David Cordeiro - dezembro de 2017

29/10/2015

Os números em jogo no Horto

Vinícius Dias

A cinco semanas do fim do Campeonato Brasileiro, Atlético e Corinthians fazem neste domingo, na Arena Independência, um dos confrontos mais aguardados da temporada. Matematicamente, o jogo não vai apontar um campeão - e o time paulista seguirá na liderança a despeito do resultado. Prova de que, na contramão do rótulo, um torneio em que as 38 rodadas valem os mesmos três pontos tem várias, e não uma final. Mas, de fato, muita coisa estará em jogo.


Melhor mandante (43 pontos em 48), melhor visitante (27 pontos), dono do melhor ataque (média de 1,8 gol/jogo) e da melhor defesa (vazada em apenas 16 de 32 jogos) da Série A, o Corinthians tem 70 pontos. Melhor desempenho em 32 rodadas no formato atual. Nessa toada, pode ser o campeão mais precoce, superar São Paulo (2007) e Cruzeiro (2013), que garantiram a taça na 34ª rodada. E pode bater o recorde de triunfos, que pertence ao Cruzeiro pelas 24 vitórias no último ano.

Horto terá duelo entre líder e vice-líder
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

Mas, do outro lado, encontrará um rival embalado pelo calor do Horto e disposto a ser bem mais do que um vice-campeão de peso. Se o torcedor repete o 'eu acredito', o confronto direto alimenta o sonho. E a tabela de classificação indica esperança: com 62 pontos a essa altura, o alvinegro mineiro é o segundo melhor vice-líder desde 2006 - o Atlético de Cuca, em 2012, somou 63 pontos em 32 rodadas. Marca que valeria a liderança nas edições de 2008, 2009, 2010 e 2011.

Esqueça o rótulo: o Horto não vai receber a final no domingo.
Mas, de fato, muita coisa estará em jogo no confronto direto.

26/10/2015

O trabalho e o time de Mano

Vinícius Dias

Com 11 pontos conquistados nas últimas cinco rodadas - somente o líder Corinthians, que fez 13, e o Sport, com 12 somados sob o comando do técnico Paulo Roberto Falcão, foram melhores neste período -, o Cruzeiro iniciou a semana falando em G4. Na prática, a vaga na próxima edição da Libertadores ainda é sonho distante. Mas o discurso de confiança carrega um recado: a luta contra o rebaixamento deixou de ser realidade na Toca em menos de dois meses.


Quando Vanderlei Luxemburgo foi demitido, em 31 de agosto, o Cruzeiro ocupava o 16º lugar na tabela do Brasileirão. Tinha os mesmos 22 pontos de Goiás e Coritiba, que abriam o Z4. Em 21 rodadas, havia marcado 15 gols e sofrido 21, era a equipe da quinta melhor defesa do torneio e, ao mesmo tempo, a do terceiro pior ataque. Se o discurso seguia apontando agosto como mês da recuperação, o campo, duelo a duelo, escancarava o mês do vexame.

Mano: aproveitamento de G4 na Toca
(Créditos: Cristiano Borges/Light Press)

Com Deivid, a Raposa bateu a Ponte Preta na 22ª rodada. De lá para cá, com Mano Menezes, fez 19 pontos, marcou 17 gols e sofreu oito em dez jogos. Mais do que isso. Willian, que havia atuado por 188 minutos nos últimos dez jogos de Luxa, se tornou o atacante de nove gols em nove partidas. O anônimo Ariel Cabral virou peça-chave na transição, com 87% de aproveitamento nos passes. De Arrascaeta, antes tímido e reserva, foi decisivo pelo menos duas vezes.

Se, por ora, o G4 é sonho, o ótimo trabalho de Mano é realidade.
Com ele, o Cruzeiro tem um time. De Willian, Cabral e Arrascaeta.

23/10/2015


Torneio terá 12 times apontados pelo ranking da CBF de 2016;
novo encontro foi marcado para 12 de novembro, no Beira-Rio

Vinícius Dias*

Terminou, há pouco, o encontro de clubes da Liga Sul-Minas-Rio na sede social do Cruzeiro, em Belo Horizonte. Reunindo 12 clubes, a competição será realizada ao longo de seis datas entre os meses de janeiro e março, conforme o Blog Toque Di Letra havia publicado. No debate de hoje, foi reafirmada a utilização do ranking de clubes da CBF de 2016 como base para definição dos participantes

LEIA MAIS: Kalil e o recado da Sul-Minas-Rio

Uma nova reunião foi marcada para o dia 12 de novembro, no Complexo Beira-Rio, em Porto Alegre. Apresentada no encontro desta tarde, a tabela prévia deve ser oficializada já na segunda-feira, antes mesmo de serem definidos os 12 participantes, o que deve ocorrer apenas em dezembro, com a atualização do ranking.

Dirigentes reunidos na sede do Cruzeiro
(Créditos: Site Oficial do Cruzeiro/Divulgação)

Pela pontuação acumulada até outubro, há dez clubes assegurados: os mineiros América, Atlético e Cruzeiro; os gaúchos Grêmio e Internacional; os paranaenses Atlético e Coritiba; o catarinense Figueirense; e a dupla carioca Flamengo e Fluminense. Avaí, Criciúma e Chapecoense disputam duas vagas restantes. 

Disputa catarinense

No cenário de momento, Leão e Tigre conquistariam as vagas. "A gente pretende fazer uma boa campanha nas próximas partidas para garantir a nossa inclusão", disse ao Blog o presidente do Criciúma, Jaime Dal Farra. Embora dispute a Série B, torneio com menor peso no ranking, a equipe acumulou 4.648 pontos entre 2011 e 2014, superando Avaí, com 3.856 pontos, e Chape, com 3.686 pontos.

*Atualizada às 17h45


Em 31 rodadas, times da Série A nacional tiveram 44 técnicos
diferentes; Blog fez levantamento para avaliar desempenhos

Vinícius Dias

O pedido de demissão feito por Luiz Felipe Scolari à diretoria do Grêmio, com apenas duas semanas de Campeonato Brasileiro, foi o pontapé inicial do vai e vem de técnicos na Série A. Em 31 rodadas, foram realizadas 27 trocas - quatro a menos do que em 2010, ano do recorde. Na soma, 44 profissionais ocuparam o banco de reservas das 20 equipes. Corinthians, Atlético/MG e Avaí, que mantêm seus comandantes desde a rodada de abertura, são exceções.


Os números confirmam que demitir o técnico é, quase sempre, o principal caminho adotado pelos cartolas brasileiros quando o desempenho do time não corresponde à expectativa. Prova disso é o fato de os quatro últimos da tabela de classificação terem recorrido, juntos, a oito trocas. Mas nem mesmo as equipes do G4 escapam: o Grêmio, de Felipão até a 2ª rodada, hoje tem Roger no comando. Agora dirigido por Dorival Júnior, o Santos teve Marcelo Fernandes no início.

Levir, do Atlético, é o terceiro colocado
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

Diante desse cenário, o Blog Toque Di Letra fez um levantamento para avaliar o desempenho dos 32 treinadores que ficaram pelo menos cinco vezes à beira do campo - foram desconsiderados os 12 profissionais que fizeram quatro ou menos jogos. Os resultados foram divididos em quatro faixas: as extremas G4 e Z4, reunindo os quatro melhores e os quatro piores; além de duas intermediárias, utilizando a média geral - 42,8% de aproveitamento - como linha de corte.

Melhores aproveitamentos:

Tite (Corinthians) - 31 jogos - 72%
Dorival Júnior (Santos) - 19 jogos - 68,4%
Levir Culpi (Atlético/MG) - 31 jogos - 63,4%
Roger Machado (Grêmio) - 28 jogos - 60,7%

Acima da média:

Mano Menezes (Cruzeiro) - 9 jogos - 59,3%
Milton Cruz (São Paulo) - 6 jogos - 55,6%
Juan Osório (São Paulo) - 23 jogos - 52,2%
Oswaldo de Oliveira (Palmeiras e Flamengo) - 18 jogos - 50%
Marcelo Oliveira (Cruzeiro e Palmeiras) - 28 jogos - 47,6%
Argel (Figueirense e Internacional) - 31 jogos - 46,2%
Eduardo Baptista (Sport e Fluminense) - 31 jogos - 46,2%
Milton Mendes (Atlético/PR) - 28 jogos - 45,2%
Jorginho (Vasco) - 12 jogos - 44,4%
Enderson Moreira (Fluminense) - 24 jogos - 44,3%
Paulo César Gusmão (Joinville) - 16 jogos - 43,8%
Diego Aguirre (Internacional) - 16 jogos - 43,8%

Abaixo da média:

Cristóvão Borges (Flamengo e Atlético/PR) - 18 jogos - 42,6%
Guto Ferreira (Ponte Preta e Chapecoense) - 22 jogos - 40,9%
Vinícius Eutrópio (Chapecoense) - 25 jogos - 40%
Ney Franco (Coritiba) - 25 jogos - 40%
Hudson Coutinho (Figueirense) - 6 jogos - 38,9%
Doriva (Vasco, Ponte Preta e São Paulo) - 23 jogos - 37,7%
Hélio dos Anjos (Goiás) - 8 jogos - 37,5%
Luxemburgo (Flamengo e Cruzeiro) - 20 jogos - 36,7%
Julinho Camargo (Goiás) - 14 jogos - 35,7%
Gilson Kleina (Avaí) - 31 jogos - 35,5%
Renê Simões (Figueirense) - 7 jogos - 33,3%
Celso Roth (Vasco) - 11 jogos - 30,3%

Piores aproveitamentos:

Marcelo Fernandes (Santos) - 12 jogos - 27,8%
Adilson Batista (Joinville) - 10 jogos - 26,7%
Marquinhos Santos (Coritiba) - 6 jogos - 16,7%
Hemerson Maria (Joinville) - 5 jogos - 6,7%

Calendário da FMF definido

Vinícius Dias

O calendário de competições da Federação Mineira de Futebol (FMF) para 2016 está definido. O retorno da Taça Minas Gerais, que não é disputada desde 2012, é a principal novidade. A expectativa é de que a competição seja realizada de 31 de julho a 20 de novembro, envolvendo clubes dos módulos I e II do estado.

Clubes do módulo I em reunião na FMF
(Créditos: Site Oficial da FMF/Divulgação)

De acordo com o documento elaborado pela Diretoria de Competições, o módulo I do Campeonato Mineiro terá 15 datas e será disputado entre os dias 31 de janeiro e 08 de maio da próxima temporada. As datas serão definidas oficialmente pelas 12 equipes participantes em arbitral agendado para o dia 20 de novembro.

Outras competições

O calendário ainda prevê a realização de módulo II, estaduais de base nas categorias sub-20, sub-17 e sub-20, Taça BH sub-17, mineiro feminino e Segunda Divisão do Campeonato Mineiro.  

19/10/2015


Jogador, cedido ao Sport, balançou as redes nesse domingo;
contato na semana passada abriu a possibilidade de retorno

Vinícius Dias

Autor de um dos gols da vitória do Sport diante do Atlético, na noite de ontem, o meia-atacante Élber pode ter uma nova chance no Cruzeiro no próximo ano. Conforme apurou o Blog Toque Di Letra, um membro da cúpula celeste manteve contato preliminar com o atleta na última semana, deixando em aberto a possibilidade. Élber, de 23 anos, tem vínculo com o clube até junho de 2017.


Uma decisão definitiva, contudo, deve ser tomada somente após o fim da Série A e passará pelo crivo de Mano Menezes. Além dos titulares Allano e Arrascaeta, o elenco conta, atualmente, com quatro opções para o setor: Marcos Vinícius, Gabriel Xavier, Alisson e Júlio Baptista, cujo vínculo será encerrado em dezembro. O técnico planeja avaliar o grupo nas próximas rodadas para, depois, indicar reforços.

Élber: boa temporada na Ilha do Retiro
(Créditos: Carlos Ezequiel Vannoni/Sport Recife)

Com 12 gols e seis assistências em 48 partidas, Élber é um dos principais nomes do Leão da Ilha do Retiro na atual temporada. Valorizado, o meio- campista chegou a receber proposta do Fluminense em julho, mas optou por permanecer em Pernambuco. Satisfeita com o rendimento do atleta, a diretoria do Sport pretende mantê-lo para 2016, mas ainda não discutiu valores com o Cruzeiro.

16/10/2015


Titulares nas últimas rodadas, Ceará e Leandro Damião têm
contrato até dezembro; camisa 1 Fábio antecipou renovação

Vinícius Dias

Enquanto os comandados do técnico Mano Menezes têm, jogo a jogo, se aproximado de garantir a permanência do Cruzeiro na Série A, a diretoria celeste já trabalha nos bastidores visando à próxima temporada. Além da avaliação de nomes de potenciais reforços, o cronograma inclui a definição da situação de atletas que retornam à Toca II após empréstimo ou cujos contratos se encerram ainda neste ano.

Cúpula celeste já visualiza próxima temporada
(Créditos: Washington Alves/Light Press/Montagem)

O Blog Toque Di Letra, em conjunto com o portal Rede do Futebol, fez um levantamento da situação contratual dos atletas do elenco estrelado. Cinco jogadores, entre eles o lateral Ceará e o atacante Leandro Damião, têm vínculo apenas até dezembro. Por outro lado, nove atletas voltam à Toca da Raposa II no início de 2016. O principal nome é o meia Élber, um dos destaques do Sport na Série A.

Goleiros:
Fábio - julho de 2018
Rafael - dezembro de 2016
Elisson - dezembro de 2017
Alan - junho de 2018

Laterais-direitos:
Ceará - dezembro de 2015
Fabiano - dezembro de 2019
Mayke - dezembro de 2018

Zagueiros:
Bruno Rodrigo - dezembro de 2016
Manoel - junho de 2018
Douglas Grolli - fevereiro de 2018
Paulo André - dezembro de 2016
Léo - dezembro de 2016
Alex - dezembro de 2016

Laterais-esquerdos:
Fabrício - julho de 2016
Mena - janeiro de 2018
Pará - junho de 2019

Volantes:
Willians - agosto de 2016
Henrique - janeiro de 2018
Ariel Cabral - agosto de 2016
Uillian Correia - agosto de 2019
Willian Farias - fevereiro de 2018
Bruno Edgar - dezembro de 2018

Meias:
Alisson - dezembro de 2017
Marcos Vinícius - dezembro de 2015*
Júlio Baptista - dezembro de 2015
Marinho - agosto de 2018
Gabriel Xavier - fevereiro de 2018
De Arrascaeta - dezembro de 2019

Atacantes:
Willian - dezembro de 2018
Leandro Damião - dezembro de 2015
Marquinhos - junho de 2018
Vinícius Araújo - junho de 2016
Joel - junho de 2020
Judivan - dezembro de 2018

Voltam de empréstimo:
Rafael Donato - junho de 2017
Breno Lopes - setembro de 2019
Diego Renan - dezembro de 2016
Rodrigo Souza - janeiro de 2017
Souza - dezembro de 2016
Caíque Valdívia - junho de 2018
Élber - junho de 2017
Ananias - janeiro de 2016
Neilton - junho de 2018

*Há acordo para renovação alinhavado


Seis titulares tiveram compromissos renovados durante a atual
temporada; Léo Silva, com contrato até dezembro, é incógnita

Vinícius Dias

Faltando oito rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro, o Atlético se divide em duas frentes. Em campo, o principal objetivo é a conquista do título. Nos bastidores, porém, a diretoria já começa a esboçar a próxima temporada. Além de monitorar potenciais reforços, o trabalho passa por definir a situação dos jogadores que retornam após empréstimo ou cujos vínculos se encerram ainda neste ano.

Nos bastidores, diretoria já vislumbra 2016
(Créditos: Bruno Cantini/Atlético-MG/Montagem)

O Blog Toque Di Letra, em conjunto com o portal Rede do Futebol, fez um levantamento da situação contratual dos atletas do elenco atleticano. Seis jogadores, entre eles o zagueiro Leonardo Silva, têm vínculo apenas até dezembro. Por outro lado, 12 atletas retornam à Cidade do Galo no início do ano. Uma das opções é o atacante André, artilheiro do Sport no Campeonato Brasileiro, com dez gols.

Goleiros:
Victor - junho de 2019
Giovanni - dezembro de 2016
Uilson - agosto de 2019
Rodolfo - maio de 2016

Carlos César - julho de 2018

Zagueiros:
Jemerson - dezembro de 2019
Leonardo Silva - dezembro de 2015
Edcarlos - dezembro de 2015
Tiago - dezembro de 2017
Jesiel - dezembro de 2018

Laterais-esquerdos:
Douglas Santos - agosto de 2019
Pedro Botelho - julho de 2016
Mansur - janeiro de 2016
Emerson Conceição - março de 2016

Volantes:
Leandro Donizete - dezembro de 2016
Rafael Carioca - agosto de 2019
Josué - dezembro de 2015
Danilo Pires - dezembro de 2015
Eduardo - agosto de 2016
Lucas Cândido - dezembro de 2017

Meias:
Giovanni Augusto - abril de 2018
Dátolo - dezembro de 2016
Dodô - novembro de 2019
Yago - dezembro de 2016

Atacantes:
Lucas Pratto - dezembro de 2018
Luan - abril de 2019
Thiago Ribeiro - junho de 2016
Carlos - junho de 2019
Leonardo - agosto de 2016

Voltam de empréstimo:
Emerson - agosto de 2017
Alex Silva - dezembro de 2017
Eron - dezembro de 2016
Serginho - março de 2016
Fillipe Soutto - dezembro de 2016
Claudio Leleu - abril de 2018
Renan Oliveira - dezembro de 2016
Wescley - dezembro de 2017
Marion - dezembro de 2016
Pablo - junho de 2018
Henrique - dezembro de 2017
André - junho de 2016